GERAL

GERAL/style

POLICIAL

POLICIAL/style

Acompanhe as principais notícias sobre política em Imperatriz

Confira a lista de concursos e seletivos abertos no Maranhão

POLÍTICA

POLÍTICA/style

ESPORTE

ESPORTE/style

CULTURA

CULTURA/carousel

OPORTUNIDADES

EMPREGO/block

Polícia conclui inquérito e aponta vice como mandante do assassinato do prefeito de Davinópolis, no Maranhão


José Rubem teria planejado a morte de Ivanildo Paiva por promessas não cumpridas, como o pagamento de R$ 300 mil após a reeleição da chapa.

Publicado em 17/1/2019
Por G1 
Edição André Gomes 

A Polícia Civil anunciou nesta quinta-feira (17) que concluiu o inquérito sobre o assassinato do prefeito de Davinópolis, Ivanildo Paiva. O corpo foi encontrado na manhã do dia 11 de novembro de 2018, a cerca de 2 km da sede da sua fazenda, na zona rural do município.

A Superintendência Estadual de Homicídios e Proteção à Pessoa (SHPP) entregou o inquérito no fórum da cidade de Imperatriz. No total, a polícia realizou oito prisões, incluindo o vice-prefeito, José Rubem Firmino, apontado como mandante do crime.

José Rubem Firmo chegou a assumir a prefeitura de Davinópolis, mas depois foi preso por suspeita de participação no assassinato do prefeito. — Foto: Reprodução

Segundo delegado Praxísteles Martins, da Delegacia de Homicídios de Imperatriz, a motivação da morte de Ivanildo Paiva foram promessas não cumpridas a José Rubem, como o pagamento de R$ 300 mil após a reeleição da chapa, além de Ivanildo não ter entregue ao vice o controle político da Secretaria de Educação do município. Esses acordos teriam sido feitos a época da campanha quando ambos buscavam a reeleição.

Raimundo Nonato Martins (PRB) assume prefeitura de Davinópolis — Foto: Reprodução 

Outras prisões

Além do vice-prefeito, no dia 11 de dezembro a polícia prendeu Francisco de Assis Bezerra Soares, conhecido como "Tita", que é policial militar no Pará e foi preso em Dom Elizeu. Também foram presos:

Willame Nascimento da Silva, policial militar do Maranhão lotado em Grajaú
Jean Dearlen dos Santos, o "Jean Listrado", que é pistoleiro, segundo as investigações
Douglas da Silva Barbosa, de 22 anos, também foi preso por suspeita de participação no crime.
No dia 22 de dezembro, Carlos Ramiro se apresentou na delegacia com um advogado e ficou preso por força de um mandado de prisão relacionado ao caso.
No dia 27 de dezembro, o empresário Antônio José Messias foi preso em sua própria residência.

Empresário Antônio José Messias é apontado pela polícia como suspeito da morte do prefeito de Davinópolis — Foto: Reprodução

Morte de Ivanildo Paiva

O prefeito de Davinopólis, Ivanildo Paiva (PRB), de 57 anos, foi encontrado morto na manhã do dia 11 de novembro de 2018, em uma região de matagal. O corpo foi encontrado cerca de 2 km da sede da sua fazenda, na zona rural do município e o carro do prefeito foi encontrado abandonado na BR-010, ao lado da mata do 50 BIS, em Imperatriz.

Corpo do prefeito Ivanildo Paiva foi encontrado próximo a sua fazenda em Davinópolis — Foto: Reprodução

O corpo de Ivanildo Paiva foi sepultado na manhã do dia 13 de novembro, no Cemitério Campo da Saudade, em Imperatriz, a 626 km de São Luís.
Corpo do prefeito Ivanildo Paiva (PRB) é enterrado no Cemitério Campo da Saudade em Imperatriz (MA) — Foto: Reprodução

Nenhum comentário

POESIA DE UMA CRIANÇA PARA MADEIRA 4512

VIDEO PUBLICIDADE