Terça, 07 de abril de 2020
99 98821-3143
Política

18/02/2020 às 18h57

86

André Gomes

Imperatriz / MA

Abordagem diferenciada feita por Yglésio sobre transporte público na capital repercute na imprensa
Imprensa destaca o discurso do deputado estadual Dr. Yglésio
Abordagem diferenciada feita por Yglésio sobre transporte público na capital repercute na imprensa
Yglésio teve discurso destacado na imprensa por fazer uma abordagem diferenciada e criteriosa sobre transporte público

O discurso do deputado estadual, Dr. Yglésio (PROS), sobre o reajuste nas tarifas do transporte coletivo em São Luís repercutiu positivamente na imprensa. O jornalista Ribamar Correa e o site Atual 7 foram alguns dos que se manifestaram, classificando como diferenciada e criteriosa a abordagem do parlamentar, feita na tribuna da Assembleia Legislativa, na segunda-feira (17). Yglésio não se ateve apenas às questões tarifárias, mas falou com bastante propriedade sobre mobilidade urbana de maneira ampla.


“Quase todos os que se manifestaram o fizeram com discurso convencional, já manjado, jogando o ‘absurdo’ na conta do prefeito Edivaldo Holanda Júnior”, disse o jornalista Ribamar Correa, na coluna Repórter Tempo.


O diferencial do pronunciamento do deputado Yglésio aconteceu, segundo o jornalista, pelo fato de o parlamentar não aproveitar o momento tecendo o mesmo discurso convencional.


“Por quase meia hora, o deputado Yglésio Moisés ocupou a tribuna da Assembleia Legislativa, onde fez uma análise criteriosa e surpreendente dos problemas da mobilidade urbana na capital, destacando aspectos importantes, mas pouco observados acerca do sistema de transporte coletivo de São Luís”, escreveu o jornalista.


Já o site Atual 7 escreveu que o deputado fez uma “análise criteriosa a respeito dos problemas da mobilidade urbana da cidade e que rebateu adversários no pleito por agirem com demagogia tarifária ao prometerem, nas redes sociais, o congelamento de valores". 


Ainda em seu pronunciamento, Yglésio pontuou que as multinacionais de transporte por aplicativo já pagam o Imposto sobre Serviço (ISS), só que não é recolhido para a capital maranhense. Mesmo com a regulamentação da Câmara Municipal de São Luís, os aplicativos continuam recolhendo impostos para outras cidades, a exemplo de São Paulo. "O que fosse recolhido desse tributo dos transporte por aplicativo deveria ser investido na mobilidade urbana, em especial no transporte público de massa", acentuou o parlamentar.


 

FONTE: AL

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
Facebook
© Copyright 2020 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium