GERAL

GERAL/style

POLICIAL

POLICIAL/style

Acompanhe as principais notícias sobre política em Imperatriz

Confira a lista de concursos e seletivos abertos no Maranhão

POLÍTICA

POLÍTICA/style

ESPORTE

ESPORTE/style

CULTURA

CULTURA/carousel

OPORTUNIDADES

EMPREGO/block

POESIA DE UMA CRIANÇA PARA MADEIRA 4512

Membros do Judiciário recebem Moção de aplausos da Câmara Municipal pelo projeto “Mediar para Educar”

Publicado em 21 de junho de 2018
Edição André Gomes 

O Judiário de Imperatriz foi vencedor do prêmio “Conciliar é Legal” de 2017 e a indicação foi do vereador Fábio Hernandez


Na manhã de ontem (21), os Juízes Ana Beatriz, Delvan Tavares e a advogada Milena Bonis receberam das mãos do vereador Fábio Hernandez (PSC) moção de aplausos relativa à conquista do “Prêmio Conciliar é Legal” de 2017 pelo Conselho Nacional de Justiça, através do projeto “Mediar para Educar” que promove mediações de conflitos escolares entre estudantes de Imperatriz. A primeira escola a receber o projeto foi a Casa do Estudante.



A Juíza Ana Beatriz estendeu os agradecimentos ao judiciário local e pelo apoio que a Câmara deu ao projeto. O objetivo principal foi o de mostrar aos alunos como aprender o exercício do dialogo e da tolerância, do respeito ao outro, e a Escola Casa do Estudante abraçou a ideia. “Nossa primeira conquista foi o premio ‘Conciliar Legal’, onde ficamos como o melhor projeto do estado e agora já o estamos implantando na escola municipal São Sebastião que fica no bairro da Caema e já está realizando esse projeto. Fico muito feliz por estar nesta casa atestando que aqui é um local que cumpre seu papel de compromisso com o cidadão e contamos sempre com o apoio dos senhores nisso”, informou.

A Advogada Milena Bonis falou sobre a sua alegria em ter idealizado e junto com o judiciário poder contribuir de alguma forma com a sociedade. Espera que Imperatriz possa aplicar a mediação escolar em todas as escolas da cidade para que assim se possa mudar o costume das pessoas, através das crianças que são o principio de tudo. 

O Juiz Delvan Tavares falou do seu respeito e admiração pela Câmara, pois acompanha todos os temas discutidos e o interesse da Câmara em resolver os problemas da comunidade. Para ele a casa representa os pensamentos da cidade e que sempre persista esse debate, pois só através da divergência e do debate, independente do partido e ideologia é que se extraem as melhores soluções. Informou que o projeto partiu da cabeça iluminada das Doutoras Ana Beatriz e Milena Bonis e que ele se considera um defensor da infância da adolescência e da juventude de Imperatriz, onde o segredo do progresso está em prestigiar e respeitar a infância brasileira, pois quando isso acontecer o país irá prosperar.

“A finalidade do projeto é disseminar que a ideia da conciliação comece pelas escolas, onde crianças ou adolescentes que tiverem algum conflito não sejam só penalizadas pelo diretor, mas que seja dada a oportunidade de conversarem. Assim uma briga ou discussão pode terminar num pedido de desculpas e isso irá contribuir com o grande desafio da educação do Brasil, que é diminuir o alto índice de violência. Por isso me envolvi e trabalhei fortemente para que o objetivo fosse aplicado. O resultado é esse que todos já tem conhecimento”, disse.

Por fim agradeceu a presença do Dr Adolfo Pires (diretor do Fórum), autoridade que sempre apoia as iniciativas dos juízes da Comarca e tudo que vem a melhorar a cidade que ele tem imenso carinho e respeito.

Sidney Rodrigues - ASSIMP
Fotos: Fábio Barbosa

Nenhum comentário

POESIA DE UMA CRIANÇA PARA MADEIRA 4512

VIDEO PUBLICIDADE