GERAL

GERAL/style

POLICIAL

POLICIAL/style

Acompanhe as principais notícias sobre política em Imperatriz

Confira a lista de concursos e seletivos abertos no Maranhão

POLÍTICA

POLÍTICA/style

ESPORTE

ESPORTE/style

CULTURA

CULTURA/carousel

OPORTUNIDADES

EMPREGO/block

Protagonistas do título do Moto Club falam em repetir números em 2018


Goleiro Rodrigo Ramos e atacante Jefferson tiveram participação ativa na conquista do título maranhense em 2016 e estão de volta para 2018

Por João Ricardo, Globo Esporte.com, São Luís, MA


Rodrigo Ramos foi o capitão do título de 2016 (Foto: Weliandrei Campelo / Moto Club)

O título maranhense em 2016 do Moto Club foi conquistado em 18 jogos e dois protagonistas daquele ano estão de volta para 2018. O goleiro Rodrigo Ramos que só esteve fora de um jogo e o atacante Jefferson Araújo, responsável por 25% dos gols da equipe na conquista estadual.

A boa campanha em 2016 e os resultados ruins em 2017 são os ingredientes que aumentam bastante à expectativa no time formado para 2018 para conquistar o título novamente.

- Pelo fato de em 2016 a gente ter conseguido alcançar os objetivos do clube, em 2018 à cobrança e a esperança da torcida ficam maiores. Sabemos que o campeonato será de ‘tiro curto’ e isso possa nos beneficiar um pouco, pois a diretoria está tentando começar a pré-temporada no dia 1º de dezembro. Vamos dar uma força pra rapaziada que vai chegar e ainda não conhece, pois jogar no Moto é uma pressão sem tamanho por conta da exigência da torcida, mas é nosso trabalho e temos que estar sempre preparados – disse o atacante.

O atacante marcou seis dos 24 gols do time e esteve em 14 jogos da campanha vitoriosa. O artilheiro do time naquele campeonato foi o meia Marcos Paullo, com oito gols, mas a presença de Jefferson como camisa 9 criou um setor ofensivo forte por conta das funções diversas que cada jogador desempenhava.


Jefferson (Moto Club) e Léo Rodrigues (Sampaio) em clássico no Castelão (Foto: Weliandrei Campelo / Moto Club)

Enquanto isso, a defesa do Moto foi a mais consistente também. O time sofreu nove gols em 18 jogos e perdeu apenas dois jogos. O líder era Rodrigo Ramos. Ele esteve fora apenas de um jogo contra o Imperatriz, no Castelão, quando foi substituído por Rubens Júnior. Naquele dia o Moto venceu por 3 a 1. Nas demais partidas, Rodrigo Ramos foi o titular e sofreu oito gols nos 17 jogos que participou.

- A responsabilidade é muito grande. Em 2016 a situação do Moto era até pior, por conta de não ter um calendário e estar oito anos sem título. Chegamos com esse desafio e acabamos conquistado o título vendendo os dois turnos. Vou terminar meu compromisso aqui na Tuna Luso para conquistar o acesso e no início de dezembro estaremos juntos aos demais jogadores do Moto para iniciar os trabalhos e buscarmos os objetivos em 2018 – declarou o goleiro.

Todo time deve ser apresentado no dia 17 de novembro em um evento do clube, em São Luís. A pré-temporada está prevista para iniciar dia 1º de dezembro.

Nenhum comentário

VIDEO PUBLICIDADE