GERAL

GERAL/style

POLICIAL

POLICIAL/style

Mobilização do PR em Santa Inês atrai milhares de partidários e simpatizantes

Tasso e Perillo abrem mão de candidatura, e Alckmin aceita ser presidente do PSDB

Plenário derruba veto do prefeito Assis Ramos por 13 votos a 6

Acompanhe as principais notícias sobre política em Imperatriz

Confira a lista de concursos e seletivos abertos no Maranhão

Juro Zero

Juro Zero

POLÍTICA

POLÍTICA/style

ESPORTE

ESPORTE/style

CULTURA

CULTURA/carousel

OPORTUNIDADES

EMPREGO/block

Prefeito de São Luís não faz! Moradores mete a mão no bolso e fazem obra em Rua


Indignados com condições de via, moradores tapam buracos em São Luís

Cada morador fez a doação de valores entre R$ 50 a R$ 100, para a compra do material, como cimento e areia.

 G1 Maranhão


Cansados de esperar da Prefeitura, moradores da Redenção iniciam "Operação tapa-buracos" em rua do bairro. (Foto: Nelson Melo / Divulgação)

Cansados de esperar por uma ação do poder público e dos prejuízos causados aos veículos, moradores da Rua 3 no bairro Redenção, Na área do Filipinho, em São Luís, resolveram arregaçar as mangas e tapar os buracos na via por conta própria. A ação foi realizada neste domingo (8) e usou cimento nos trechos com crateras e aberturas menores.

A força-tarefa começou por volta das 7h30, com os moradores concentrados em um trecho crítico da rua, que foi interditada com cones e fita zebrada para que nenhum veículo trafegasse pela via pública. Munidos de enxada, pás, carro de mão, vassouras e outras ferramentas, os populares cobriram os buracos com cimento.


A ação foi realizada porque vários acidentes foram registrados no bairro por conta das crateras (Foto: Nelson Melo / Divulgação)

Cada morador fez a doação de valores entre R$ 50 a R$ 100, para a compra do material, como cimento e areia. A ação foi realizada porque vários acidentes foram registrados no bairro por conta das crateras, sendo que idosos e crianças já caíram e se machucaram.

Recentemente, os moradores da Redenção e bairros adjacentes fizeram um protesto na Avenida São Marçal, no Filipinho, bloqueando a via expondo faixas que mostravam o teor da manifestação referente à infraestrutura, mas, até agora, a Prefeitura nem ao menos enviou uma mensagem de esperança ou justificativa.

Nenhum comentário