GERAL

GERAL/style

POLICIAL

POLICIAL/style

Mobilização do PR em Santa Inês atrai milhares de partidários e simpatizantes

Tasso e Perillo abrem mão de candidatura, e Alckmin aceita ser presidente do PSDB

Plenário derruba veto do prefeito Assis Ramos por 13 votos a 6

Acompanhe as principais notícias sobre política em Imperatriz

Confira a lista de concursos e seletivos abertos no Maranhão

Juro Zero

Juro Zero

POLÍTICA

POLÍTICA/style

ESPORTE

ESPORTE/style

CULTURA

CULTURA/carousel

OPORTUNIDADES

EMPREGO/block

Caso Renald Café: prisão em flagrante é convertida em preventiva


Renald é acusado de pedofilia e foi ouvido ainda na noite dessa sexta-feira.

IMPERATRIZ – Autuado por aliciamento de menores, previsto no artigo 217-A do Código Penal, o radialista Francisco Charles Renald Ribeiro Torres, conhecido como Renald Café, teve sua prisão em flagrante, convertida em provisória. A decisão foi da juíza Ana Beatriz Jorge de Carvalho Maia, da 2ª Vara Cível, durante Audiência de Custódia, realizada nesse domingo (1º), no Fórum de Justiça.

De acordo com a sentença preferida pela magistrada, o acusado que não usou algemas durante a audiência, já que não representava risco de fuga, ou a sua integridade e de terceiros, ficou determinada que o radiante vai continuar preso. Um dos elementos para que a prisão fosse mantida são os depoimentos das vítimas e de testemunhas.

“No caso, os indícios de autoria e a materialidade se interferem do depoimento das testemunhas e da própria vítima. O fundamento da prisão preventiva consiste na ‘na garantia de ordem pública’ se encontra presente nesse caso não apenas pela repulsa que esse crime provoca a sociedade, como também pelo fato de que são duas vítimas menores, uma apenas de 10 anos, outra apenas com 11 anos de idade”, diz um trecho da sentença.

Após a custódia, Renald Café foi levado novamente para Unidade Prisional de Ressocialização de Imperatriz (UPRI), antiga CCPJ. O ato libidinoso cometido pelo radialista, teria acontecido dentro da cabine de uma rádio, localizada nas dependências do Imperial Shopping, no começo da noite de sexta-feira (29), onde o acusado trabalha na locução. O crime foi denunciado por um segurança que acionou o Conselho Tutelar. Renald foi preso em flagrante, horas depois, em sua residência, em Davinópolis.

Edição André Gomes
Fonte: Imirante Itz

Nenhum comentário