GERAL

GERAL/style

POLICIAL

POLICIAL/style

Acompanhe as principais notícias sobre política em Imperatriz

Confira a lista de concursos e seletivos abertos no Maranhão

POLÍTICA

POLÍTICA/style

ESPORTE

ESPORTE/style

CULTURA

CULTURA/carousel

OPORTUNIDADES

EMPREGO/block

Academia de Letras de Imperatriz ganha novo acadêmico


André Gomes 

Nesta sexta-feira (6), A academia Imperatrizense de Letras AIL vai ter a honra de empossar na cadeira 20, o mais novo acadêmico desta honrosa casa literária, José Ribamar Silva de Sousa tomará posse às 19:h 30 min, quero parabenizar o mais novo confrade pela façanha de buscar o caminho da literatura, e nessa busca de conhecimentos chegou ao ponto êxtase com seu ingresso na AIL.

Vou findar esse texto porque seu currículo é muito vasto, seja bem vindo ao mundo acadêmico.
  
CURRÍCULO José Ribamar Silva de Sousa Sou José Ribamar Silva de Sousa [Ribamar Silva]. Nasci em 8 de setembro de 1956 em Jenipapo dos Paulinos, município de Presidente Dutra, Estado do Maranhão. Mudei-me para Imperatriz com minha família em 1969. Ao longo desse tempo residi em outros locais para estudar ou trabalhar, mas sempre mantive minha casa em Imperatriz. Fiz a educação superior, licenciando-me em Pedagogia, fui professor na Educação Básica e Superior. Tive meu primeiro emprego como auxiliar de serviços gerais em 1974 no Armazém Paraíba, empresa em que trabalhei por seis anos, tendo passado por quase todos os departamentos. Saí para ser gerente de outra empresa. Trabalhei como gerente de mais duas empresas no Estado do Pará. Voltei para Imperatriz em 1985 a convite do então prefeito José de Ribamar Fiquene que me nomeou secretário municipal. Fui chefe do gabinete até o final de seu mandato. No ano seguinte fui nomeado subsecretário de educação para a Região Tocantina pelo governador João Alberto. Permaneci no cargo até ser nomeado subchefe da Casa Civil do Governo do Estado pelo governador Edison Lobão e diretor de educação da Gerência de Desenvolvimento Regional do Estado para a Região Tocantina. Retornei à Prefeitura Municipal de Imperatriz quando houve a intervenção estadual na qualidade de chefe de gabinete da Secretaria de Educação. Fui o primeiro presidente do Conselho Municipal de Educação e do Conselho do Fundef. Como servidor da educação do Estado, descentralizei a Inspeção Escolar para minha Regional, construí prédios escolares em vários municípios e criei Ensino Médio em todos os municípios da Regional, inclusive em Imperatriz, o CEM Amaral Raposo. 

Como servidor da educação do Município, liderei o primeiro planejamento de longo prazo da educação municipal, criei o Sistema Municipal de Educação independente do Sistema Estadual de Educação, bem como a implantação dos Conselhos Escolares, a descentralização dos recursos da alimentação escolar e trouxe para Imperatriz o Programa Nacional de Incentivo à Leitura – PROLER. No âmbito político, militei na política estudantil e na política partidária, tornando-me Secretário Geral do Partido do Movimento Democrático Brasileiro – PMDB com a finalidade de combater a ditadura militar e contribuir com a restauração da democracia no Brasil. Participei de diversos movimentos sociais, sendo um dos fundadores da Associação Artística de Imperatriz – ASSARTI, do Grupo Literário de Imperatriz, do Clube de Leitura de Imperatriz e da Academia Imperatrizense de Letras – AIL. Como escritor, colaborei com jornais e revistas, e prefaciei diversas obras literárias e acadêmicas. Publiquei cerca de 20 livros sozinho e/ou em parceria, no campo da literatura e da filosofia, tendo recebido vários prêmios, inclusive o Prêmio da Academia Imperatrizense de Letras nos anos de 2016 e 2017. Apoiei diversas iniciativas culturais, inclusive bancando a edição de livros de autores locais. E como professor, participei de diversas Bancas Examinadoras e orientei mais de 300 trabalhos acadêmicos. Agora, tenho a satisfação de servir ao gabinete do Vereador Ditola Castro na Câmara Municipal de Imperatriz, o melhor e mais importante local em que já trabalhei. Ao chegar ao ambiente da Câmara, compreendi que nada sabia sobre o Poder Legislativo, mas estou aprendendo devagar. Na vida diária, sigo um princípio da filosofia política do pensador grego Aristóteles (séc. IV a.C.), o qual afirma que o homem solitário é uma besta ou um deus. Isto é, ninguém é autossuficiente e para viver, é necessário participar da vida da cidade, e nisto reside a cidadania. Imperatriz, 1 de junho de 2017 José Ribamar Silva de Sousa 


Nenhum comentário