Slider

Oportunidades



Geral

Política

Economia

Polícia

Cultura

Esporte

» » » » Assis Ramos em Brasília concretiza um grande sonho uma Ceasa de R$ 250 milhões para Imperatriz


O Complexo irá agregar 500 empresas e gerar 5 mil empregos diretos

Imperatriz: Um dos maiores complexos atacadistas do Nordeste, ancorado por uma Ceasa Premium e integrado por um shopping outlet, hotel, posto de combustível capaz de oferecer cinco mil empregos diretos, vai ser o novo incremento para uma das cidades mais estratégicas do Brasil, portal da Amazônia e entroncamento de rodovias, ferrovias e infovias. Imperatriz entra na rota de mais um grande investimento, de R$ 250 milhões, recursos privados, que vai entrar em funcionamento dentro de dois anos.

O anúncio foi feito, ontem, de Brasília, pelo prefeito Assis Ramos, PMDB, depois de reuniões de dois dias com o grupo de empresários levados pelo deputado estadual Léo Cunha, PSC, que há tempos vinha trabalhando na atração desse empreendimento para Imperatriz. “Vai ser um grande impulso para a nossa economia e um diferencial enorme para o mercado de trabalho da região” – comemorou Cunha que destacou a parceria com o chefe do executivo imperatrizense, “que foi extremamente competente nas negociações e nos argumentos de convencimento para os investidores” – arrematou o deputado.

O Complexo Atacadista Hortifrutigranjeiro Ceasa Premium agregará 500 empresas, gerará 5 mil empregos diretos (outros 25 mil de forma indireta) e terá um faturamento de R$ 120 milhões. Disporá de 400 boxes, 20 unidades frigoríficas, posto de combustível, hotel com 52 apartamentos, agro shopping outlet e ocupará uma área de 250 mil metros quadrados.

O mega investimento de R$ 250 milhões vai refletir num raio de 300km, carregado de tecnologia de ponta. Outro diferencial vai ser um condomínio residencial como parte integrante. Como consequências imediatas, a chegada de centenas de empresas periféricas e o aumento da produção de hortifrutigranjeiros em toda a região.

O investimento, que já tem área definida, é de empresários brasileiros e estrangeiros e deverá estar concluído em 24 meses. A participação do município vai ser a de incentivos fiscais que a lei permite e todo o apoio logístico que um empreendimento desse necessita. “Vamos nos diferenciar com milhares de empregos numa época de grande recessão econômica. Imperatriz vai receber um grande alento e pode, assim, seguir o seu destino de grande polo de desenvolvimento do Maranhão” – comemorou Assis Ramos.

«
Próxima Notícia
Postagem mais recente
»
Notícia Anterior
Postagem mais antiga