Slider

Oportunidades



Geral

Política

Economia

Polícia

Cultura

Esporte

» » » Polícia tenta identificar corpos encontrados carbonizados em caminhonete em Pastos Bons que podem ser de militares desaparecidos em Buriticupu no dia 17 de novembro.


Corpos podem ser de militares desaparecidos em Buriticupu no dia 17 de novembro.
Foto: Divulgação/ WhatsApp

PASTOS BONS – A Polícia está investigando se os restos mortais encontrados carbonizados dentro de uma caminhonete no município de Pastos Bons, na região Sul do Estado, são de dois policiais militares que desapareceram em Buriticupu.

A localização dos cadáveres se deu há, aproximadamente, 500 KM do local do desaparecimento.

Na caminhonete foram encontrados inicialmente os restos mortais de duas pessoas, e em seguida parte de uma terceira pessoa. O carro estava num local abandonado.

Com a localização, os restos mortais serão submetidos a perícia do Instituto de Criminalística (Icrim), para que possam ser confirmados ou descartados se são do cabo Júlio César da Luz Pereira e do soldado Carlos Alberto Constantino Sousa, que desapareceram no dia 17 de novembro de 2016 no município de Buriticupu-MA

“A caminhonete Hillux estava queimada dentro de um matagal, localizada numa fazenda, na divisa entre os municípios de Pastos Bons e Nova Iorque. Os policiais viram apenas dentro do carro, um crânio humano, não sabem de quem se trata. A perícia foi acionada. O exames serão realizados e com os exames periciais vamos saber quantas pessoas existem no veículo e quem se trata”, disse o comandante da área, o coronel Edeilson Carvalho.

O desaparecimento

Os dois militares são lotados na unidade da PM em Buriticupu e foram vistos pela última vez no dia 17 de novembro quando seguiam em direção ao município de Arame.

As famílias alegam que eles não chegaram a avisar se iriam realizar alguma ação fora da cidade. Os parentes chegaram a fazer oferta de recompensa por informações segura sobre o paradeiro dos dois militares, mas oficialmente até agora não há qualquer informação, exceto esse caso dos corpos carbonizados que estão sob investigação.

«
Próxima Notícia
Postagem mais recente
»
Notícia Anterior
Postagem mais antiga