Slider

Oportunidades



Geral

Política

Economia

Polícia

Cultura

Esporte

Palestra e Caminhada pelo Centro de Imperatriz encerram a Semana de Combate e Enfrentamento ao Abuso e Exploração Sexual contra a Criança e o Adolescente

Encerrada ontem (22), a Semana de Combate e Enfrentamento ao Abuso e Exploração Sexual contra a Criança e o Adolescente, em Imperatriz. Promovida pela Prefeitura de Imperatriz através da Secretaria de Desenvolvimento Social (SEDES) e do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS), no período de 18 a 22 de Maio, a Semana tinha por objetivo mobilizar e conscientizar a sociedade a cerca da temática, além de marcar a passagem do dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual contra a Criança e o Adolescente -18 de Maio. 

A Semana que abordou a temática: “Quem ama protege e quem protege denuncia” foi encerrada com a realização de uma Palestra para os alunos da Escola Municipal Lia Evangelista, no empreendimento habitacional Itamar Guará II. Além de uma passeata pelas principais ruas do habitacional a fim de alertar à comunidade para a violência contra a criança e o adolescente.

A coordenadora do CREAS, Jucilene Reis, analisou como positiva a realização da Semana.

“Nós conseguimos alcançar o objetivo de forma satisfatória. Entendo que conseguimos sensibilizar a sociedade em geral, assim como as famílias. Enfatizamos com o público do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos, público esse formado por crianças e adolescentes sobre a importância de denunciar casos de violência sexual, bem como, também direcionamos as informações para as mães com intuito de não serem conivente se em algum momento presenciarem este crime hediondo”, declarou Jucilene. 

Ela explicou ainda, que o CREAS realiza campanhas sobre o Abuso e Exploração Sexual constantemente em Escolas, Centros Comunitários, Faculdades e tantos outros espaços. 

“Esse é um trabalho constante do CREAS. Além de fazermos os atendimentos com equipe multiprofissional de restabelecimento de vínculos emocionais das crianças e adolescentes que chegam ao CREAS, também temos a preocupação de fazer o outro lado, que é a prevenção e orientação da comunidade, sobre esse crime”, relatou. 

Fazendo coro à campanha com a mesma temática realizada pelo Poder Judiciário, através da Vara e Promotoria da Infância e Juventude, todos do poder público, em especial, SEDES, CREAS, dentre outros programas, participaram de uma grande caminhada que teve concentração na Praça de Fátima e percorreu as principais ruas do Centro de Imperatriz, encerrando oficialmente o marco de 18 de Maio.

Edição André Gome 
Sara Ribeiro - ASCOM

Operação “Transporte Legal” apreende mais de 65 veículos irregulares

A força-tarefa é realizada pela Setran em parceria 
 com o Ministério Público, e as polícias Militar e Rodoviária Federal

Imperatriz – O efetivo combate ao transporte irregular de passageiros tem sido desencadeado por meio da Operação “Transporte Legal” lançada na semana passada pelo município de Imperatriz, por meio da Secretaria de Trânsito e Transportes (Setran). A primeira etapa da fiscalização, de acordo com o balanço parcial, resultou na apreensão de 66 veículos que circulavam em situação irregular nas vias urbanas da cidade. 

A operação, explica o secretário municipal de Trânsito, José Ribamar Alves Soares, cabo J. Ribamar é desenvolvida em parceria com o Ministério Público Estadual (MPE), da Polícia Militar do Maranhão (PM-MA) e da Polícia Rodoviária Federal (PRF). “Temos recebido ainda o apoio dos sindicatos dos taxistas e mototaxistas de Imperatriz”, lembra.

Segundo ele, a operação simultânea é realizada sem divulgar locais, horários e datas com objetivo de apreender os veículos que operam irregularmente o transporte de passageiros em Imperatriz. 

O secretário enumerou que foram aplicadas 78 autuações e apreendidos 12 automóveis, 01 caminhonete, 35 motocicletas, 05 ciclomotores, 07 motonetas, 04 micro-ônibus e 02 ônibus durante a operação “Transporte Legal”. “A operação teve continuidade nessa semana visando combater prioritariamente o transporte ilegal de passageiros no setor do transporte público em Imperatriz”, afirmou. 

Ele reitera que a meta da operação é o passageiro oferecendo-lhe transporte correto e legal, evitando utilizar veículos que ofereçam risco à segurança dos usuários do transporte coletivo em Imperatriz. “Durante a operação constamos taxistas fazendo lotação, alvará vencido, licenciamento atrasado e alguns equipamentos obrigatórios com defeitos”, finalizou.

Edição André Gomes 
Gil Carvalho
Fotos: Divulgação SETRAN

Criança de 12 Anos Morre Atropelada no município de João Lisboa

 O acidente aconteceu na noite dessa quinta-feira (21).

JOÃO LISBOA - Uma criança de aproximadamente 12 anos, ainda não identificada, morreu após ser atropelada por um veículo de passeio na noite dessa quinta-feira (21).

O acidente aconteceu no povoado Bom Lugar, no município de João Lisboa. De acordo com testemunhas o motorista do veículo que atropelou o menino fugiu sem prestar socorro.

O Instituto de Criminalista (Incrim), esteve no local e o corpo da criança foi levada para o Instituto Médico Legal (IML), de Imperatriz.

Veículo pega fogo em acidente na MA-280 próximo a Montes Altos

Um veículo pegou fogo nas primeiras horas desta sexta-feira (22), na MA-280, que liga Sítio Novo até Montes Altos.

Apesar do carro ficar totalmente destruído, o motorista conseguiu sair ileso. A causa do acidente não foi identificada.


S

“EU VOU DÁ A DESPEDIDA COMO DÁ A JAÇANÃ, NÃO CANTANDO TUDO HOJE DEIXO O RESTO PRA AMANHÃ...”

Animação, criatividade e entrega foram elementos presentes durante toda a Oficina ministrada pelo Percussionista Fred Magalhães que iniciou dia 17 de maio e terá encerramento dia 22, às 20h na Avenida Beira Rio, em Imperatriz-MA.

Entre um ritmo e outro, o trabalho de corpo para a harmonização da cena, estiveram presentes alguns grupos culturais e artísticos da cidade, entre eles o grupo de Danças Kizomba, o Grupo de Capoeira Grito de Liberdade, a Trupe de Habilidades Circenses, o Grupo de Teatro Okazajo e outros convidados ligados a outras atividades profissionais, que receberam noções básicas de ritmos percussivos, a começar pelo ritmo individual de cada um dos corpos.

O processo de formação terá continuidade no mês de junho e se estende até agosto. Até lá a Casa das Artes realizará quatro oficinas nos bairros Santa Rita, Caema e Vila Santa Lúcia(Davinópolis). Para Renata Lobato, Coordenadora Geral da Casa das Artes, o Prêmio Carequinha, além de outras premiações concedidas pelo Ministério da Cultura-Minc, vem para fomentar a produção cultural do país e fortalecer a existência dos grupos. Para a coordenadora administrativa do Projeto, Valéria Amorim, as atuais politicas públicas do Minc tem uma relevância na cadeia produtiva da cultura e para a economia da cultura dos municípios de várias regiões do país. 

Além das Oficinas de Formação o projeto prevê a aquisição de material circense, como malabares, monociclos e outros, para continuidade das atividades de formação que a Trupe de Habilidades Circenses-THC já desenvolve às quartas-feiras na Praça da Cultura a partir das 19h, dentre outras atividades de formação da Casa das Artes.

O Projeto Circolando foi concebido para possibilitar formação profissional a artistas e iniciação ao mundo das artes, por meio da linguagem circenses. Durante a realização da primeira Oficina podemos perceber a força de vontade de muitos participantes, o sentimento de unidade e o desejo de continuidade dos encontros para desenvolver as técnicas recebidas durante toda a semana e isso é muito bom para a cidade,relata Cleiton Viana membro da THC.

O encerramento da Oficina será marcado pela execução de músicas nos ritmos de ciranda e ijexá, com a utilização de instrumentos feitos durante os encontros e com a demonstração de habilidades dos grupos participantes das Oficinas, sob a coordenação de Fred Magalhães. 

CIR - CO - LAN - DO / CIR - CO - LAN - DO / CIR - CO - LAN – DO

Pá! Pá! Pá! Tum! Tum! Tum! Pá! Pá! Toiiin! 
Patubatê! Praeubatê!

Edição André Gomes 

Mudanças no trânsito da Avenida Dorgival, discutidas em audiência, devem ser mantidas


A opção da implantação do estacionamento rotativo foi considerada inviável, por estudos preliminares

A Comissão de Obras e Serviços Públicos, representada pelo vereador-presidente Enoc Lima Serafim (PDT) conduziu a audiência pública que discutiu as mudanças no trânsito da Avenida Dorgival Pinheiro de Sousa.

Comerciantes, representantes de sindicatos, de associações, Comandante do Batalhão da Polícia Militar, o secretário municipal de Trânsito, a população e vereadores tiveram a oportunidade de discutir e sugerir soluções.

O propositor do debate, vereador-presidente José Carlos Soares Barros (PTB), observou o interesse que a população vem manifestando ao participar das discussões levantadas pela Câmara Municipal. José Carlos não concorda com a decisão da retirada do estacionamento de um dos lados da via e afirma que isso fere a Lei da Acessibilidade garantida aos cidadãos.

“Os direitos dos cidadãos estão sendo desrespeitados em todos os sentidos. Os hospitais, clínicas, óticas estão na Avenida Dorgival e são frequentados por pessoas com mobilidade reduzida, ou com deficiências, que estão sendo prejudicadas. A Lei de acessibilidade não é para os veículos, e sim para os pedestres,” afirmou.

Os representantes de sindicatos, associações, e comerciantes que usaram a Tribuna, relataram que estão sendo prejudicados com queda nas vendas, depois da decisão tomada pelo poder executivo. Todos foram unânimes em sugerir a regulamentação do estacionamento, com a zona azul, onde se paga para estacionar por tempo determinado.

Segundo o presidente do Sindicato dos Agentes de Trânsito Juracy Andrade, todas as mudanças foram baseadas no Código de Trânsito Brasileiro que preza a mobilidade, a segurança e integridade das pessoas e que gerir o trânsito é de competência da prefeitura.

Para o presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), Francisco da Silva Almeida é necessária a discussão em busca dos meios, para que a mobilidade fique leve, já que Imperatriz é a segunda maior cidade do Maranhão e deve ser vista como uma metrópole, onde cada um deve fazer a sua parte.

“Não podemos mais pensar como uma cidade pequena. A construção de Imperatriz não é responsabilidade só do prefeito, mas é responsabilidade de todos nós que habitamos nesse município.”
Esclarecimentos - O secretário municipal de Trânsito e Transporte José de Ribamar Alves explicou que tem enfrentado grandes desafios para organizar o trânsito, onde hoje circula mais de 125 mil veículos e que o trabalho feito tem sido criterioso para atender as necessidades.

“A Dorgival Pinheiro é um patrimônio público de todos, mas, que alguns comerciantes utilizam visando apenas interesses individuais. O fluxo na avenida melhorou 99 por cento, e é obvio que nem todo mundo aplaudiu essa mudança.”

Ainda segundo o secretário, todas as medidas adotadas estão dentro dos princípios de legalidade. “Foi feito também um estudo sobre a implantação do estacionamento rotativo, que não deu certo em lugar nenhum, porque a população não aceita cobranças a mais de tributos”.

O vereador-presidente José Carlos Soares Barros (PTB), finalizou a audiência solicitando cópias dos laudos técnicos dos estudos realizados, garantindo aos comerciantes que vai continuar lutando para ajudar o povo que está sendo prejudicado.

Edição André Gomes 
Mari Marconccine (Assessoria)
Fotos: Kelly Queiroz


Governador Flávio Dino lança ‘Escola Digna’ e anuncia construção de escolas nos municípios com menor IDH


O programa ‘Escola Digna’ foi lançado na manhã desta quinta-feira (21) pelo governador Flávio Dino no auditório do Palácio Henrique de La Rocque. O momento representa a concretização do programa, criado no dia 2 de janeiro deste ano como Macropolítica de Educação do Governo do Estado, com o objetivo de construir uma escola acolhedora, democrática, participativa, inclusiva e geradora de Educação Cidadã - capaz de transformar e libertar.

Pelo programa, escolas de taipa, barro e palha existentes em todo o estado serão substituídas por estruturas de alvenaria. As obras começam já no próximo mês de agosto. “A substituição de escolas de taipa começa nos 30 municípios com menores índices de desenvolvimento humano, mas é uma ação que vai se estender a todos os 217 municípios. Portanto, é um grande passo para que nós tenhamos uma estrutura adequada para uma educação de mais qualidade”, afirmou o governador Flávio Dino.

Durante o evento, que foi aberto com o Hino Nacional apresentado por uma estudante da escola municipal Y-Bacanga, localizada no bairro do Anjo da Guarda, em São Luís, foram apresentadas as tipologias arquitetônicas das novas escolas, bem como a nucleação das unidades escolares, que serão construídas em áreas estratégicas para atender ao maior número de comunidades possíveis.

“Já fizemos o levantamento em todos os municípios, o governador já aprovou o projeto arquitetônico, tanto das escolas indígenas quanto das escolas de ensino fundamental, com projetos de duas, quatro ou oito salas. Estamos fazendo a opção das escolas com mais salas de aula, pois estamos utilizando a metodologia da nucleação, que facilitará o processo de ensino e aprendizagem”, explicou a secretária de Educação, Áurea Prazeres.

Além da substituição das escolas, o programa também prevê a assistência técnico-pedagógica para as secretarias municipais de educação e os professores dos municípios beneficiados. Um exemplo é a correção de fluxo escolar, que pretende solucionar de vez o grande problema de distorção de idade, que implica nos baixos indicadores educacionais.

Nucleação

As escolas serão construídas em áreas estratégicas para atender ao maior número de comunidades possíveis. O objetivo é aumentar a possibilidade de oferta progressiva e integrada do ensino fundamental; facilitar ações da coordenação pedagógica; aprimorar o uso de recursos didáticos – pedagógicos; promover maior eficiência à gestão escolar; otimizar a oferta dos serviços educacionais; reduzir o número de escolas e salas de aula isoladas e melhorar a qualidade da aprendizagem. O acesso dos estudantes será garantido por meio de transporte escolar de qualidade.

Em regime de parceria, os municípios disponibilizam os terrenos, que devem estar regularizados e devidamente documentados. O governo fica responsável pela construção das escolas que, uma vez prontas, serão entregues às prefeituras, beneficiando milhares de crianças e adolescentes da Educação Infantil ao Ensino Fundamental, nos dois turnos, nas escolas regulares e indígenas.

‘Mais IDH’

O programa ‘Escola Digna’ faz parte do Plano de ações ‘Mais IDH’ - política de governo instituída pelo Decreto 30.612 de 2 de janeiro de 2015 com a finalidade de desenvolver ações para superar a pobreza extrema e as desigualdades sociais nos meios urbano e rural, nos 30 municípios com menor IDH do Estado.

“Um dos indicadores que joga o IDH desses municípios para baixo é exatamente o que trata de educação. E no que se trata de educação, ela envolve não só as estruturas adequadas de ensino e aprendizagem, mas também os fluxos escolares, então a grande preocupação do governo Flávio Dino é exatamente resolver a questão da infraestrutura básica de escolas e, ao mesmo tempo, estabelecer parcerias com as prefeituras, inclusive com prestação de assessoria, para que se enfrente a questão da qualidade do ensino e da correção dos fluxos”, disse o secretário de Direitos Humanos e Participação Popular, Francisco Gonçalves.

A solenidade foi acompanhada por prefeitos e secretários dos municípios com menores indicadores sociais do estado, pelo vice-governador Carlos Brandão, pelo presidente da Assembleia Legislativa do Maranhão, deputado Humberto Coutinho, o promotor Paulo Avelar (Educação), e pelos deputados estaduais Ricardo Rios, Rogério Cafeteira, Fábio Macedo, Eduardo Braide, Stênio Rezende, Fernando Furtado e Professor Marco Aurélio.

Também estavam presentes os secretário Marcelo Tavares (Casa Civil), Márcio Jerry (Articulação Política e Assuntos Federativos), Robson Paz (Comunicação Social), Rodrigo Lago (Transparência e Controle), Murilo Andrade (Administração Penitenciária), Felipe Camarão (Gestão e Previdência), Clayton Noleto (Infraestrutura), além do diretor-geral do Detran, Antônio Nunes, e do Procurador-geral do Estado, Rodrigo Maia.

Transporte Escolar terá investimentos de R$ 20 milhões

Durante o lançamento do programa ‘Escola Digna’, o governador Flávio Dino também assinou o decreto que regulamenta os critérios e normas de transferência de recursos financeiros diretamente aos municípios, no âmbito do Programa Estadual de Apoio ao Transporte Escolar no Estado do Maranhão, para garantir transporte escolar a estudantes do Ensino Médio, residentes no meio rural.

“Vamos investir mais de R$ 20 milhões este ano no apoio ao transporte escolar. Nossa meta até o final do governo é garantir transporte digno e com segurança aos estudantes maranhenses”, assegurou o governador Flávio Dino.

Instituído pela Lei 10.231 de 24 de abril de 2015, o programa tem caráter complementar ao repasse do Programa Nacional de Apoio ao Transporte Escolar (PNATE) e fortalece o Regime de Colaboração com os municípios, atendendo à classe estudantil em todo o estado. Os recursos serão transferidos diretamente aos municípios, em três parcelas, de acordo com cronograma estabelecido pela Secretaria de Estado de Educação (Seduc).

Para participar do PEATE/MA o município deverá habilitar-se no programa, mediante a assinatura de um Termo de Adesão a ser celebrado com o Estado, por intermédio da Seduc. A documentação necessária e os prazos para adesão ao programa serão disponibilizados no endereço eletrônico da secretaria www.educacao.ma.gov.br.
Os recursos repassados à conta do PEATE/MA devem se destinar a pagamentos de despesas com reforma, seguros, licenciamento, impostos e taxas, pneus, câmaras e serviços de mecânica em freio, suspensão, câmbio, motor, elétrica e funilaria, recuperação de assentos, combustível e lubrificantes do veículo. Somente poderão ser custeadas despesas com seguros, licenciamento, impostos e taxas, se forem referentes ao ano em curso.