Slider

Oportunidades



Geral

Política

Economia

Polícia

Cultura

Esporte

Caso Bradesco: Astro e Pereirinha são indiciados por Peculato e Formação de Quadrilha

A Polícia Civil do Maranhão indiciou os vereadores Isaías Pereirinha (PSL) e Astro de Ogum (PR) pelo esquema de agiotagem envolvendo o Bradesco e a Câmara Municipal de São Luís. O caso foi descoberto em 2013 e teve a participação ainda de servidores do legislativo da capital e de funcionários do banco.
Na época que estourou o escândalo, os dois foram suspeitos de comandaram toda a operação fraudulenta. As investigações surgiram depois de denúncias feitas na internet.
De acordo com o inquérito da Superintendência Estadual de Investigações Criminais (SEIC), o esquema funcionava através da ex-gerente do Bradesco, Raimunda Pereira Célia Moraes da Silva Abreu, ela cooptava dinheiro com clientes do Banco, prometia rentabilidade entre 7% e 20% e emprestava esses valores a terceiros. Posteriormente colhia os lucros e repassava a esses clientes, sendo que de alguns, ela se apropriava dos valores que lhe eram entregues para investimentos no banco ou até mesmo subtraía das contas sem o consentimento dos titulares, o que configura nos crimes de apropriação indébita e furto. Toda essa operação tinha o objetivo de manter a operacionalização da “agiotagem”. A polícia aponta ainda que os dois vereadores foram os maiores beneficiados do esquema.
Tanto Astro de Ogum, atual presidente da Câmara Municipal, quanto Isaías Pereirinha, ex-presidente da Casa, negam qualquer envolvimento no esquema ou mesmo que tal evento tenha realmente acontecido.
Os vereadores foram indiciados pelos crimes de peculato (crimes praticados contra a administração publica) e formação de quadrilha. O inquérito foi concluído e entregue ao Ministério Público do Maranhão no último dia 18, para análise dos promotores que tomarão as devidas providências.
Inquerito

Senador do PT Telmário Mota, espanca jovem até desmaiar

O suspeito de cometer o crime é um um dos homens mais poderosos de Roraima: o senador Telmário Mota (PDT), 58 anos

A estudante universitária Maria Aparecida Nery de Melo, 19 anos, registrou um boletim de ocorrência na Polícia Civil de Boa Vista (RR) no último dia do ano de 2015, contra o senador Telmário Mota.

O caso relatado pela jovem foi um espancamento com chutes e socos que a fez desmaiar. Segundo ela, o agressor era seu companheiro há cerca de três anos e meio e agora estava "sofrendo ameaças de morte".

O suspeito de cometer o crime é um um dos homens mais poderosos de Roraima: o senador Telmário Mota (PDT), 58 anos.
A reportagem da Folha de S. Paulo informa que as agressões foram comprovadas e o caso ficou caracterizado como"violência contra a mulher". O exame da vítima indicou "lesões na cabeça, boca, orelha esquerda, região dorsal, braço direito e joelho esquerdo".
O senador nega que tenha agredido a vítima e mantido relacionamento amoroso. "Não teve negócio de agressão, não existe isso, em nenhum momento, até porque não tenho nada com ela".
A estudante Maria contou à polícia que as agressões ocorreram após acesso de ciúmes do senador durante um encontro com a família de Maria. Segundo relato da vítima, o senador não teria gostado de cumprimentos dados a Maria por familiares e decidiu agredi-la.

Ainda segundo depoimento da vítima, o senador a teria chutado quatro vezes no chão e a empurrado contra a parede. Maria também disse que o parlamentar passou a lhe dar murros na cabeça, o que a teria feito desmaiar.

A vítima prestou queixa cinco dias após as agressões. No entanto, dois dias após o registro da ocorrência, Maria procurou a delegacia para tentar "retirar" a queixa. A delegada responsável pelo caso explicou que não seria possível a retirada, pois as denúncias de agressões contra a mulher são consideradas ações "incondicionadas", ou seja, independem da vontade da vítima.

A publicação conta que o caso não parou por aí e, em 22 de janeiro, Maria destituiu por escrito o advogado que a acompanhou no registro da ocorrência, Thiago Santos.
O advogado diz que a cliente não explicou os motivos da sua decisão e afirmou: "Não tenho dúvida sobre os fatos narrados na primeira oportunidade que procuramos a polícia. Ela contou a verdade".

A reportagem tentou contato com Maria mas ela não respondeu.

SENADOR
Telmário é senador e, por isso, detém foro privilegiado no Supremo Tribunal Federal e, portanto, a delegada encaminhou os autos à Procuradoria da República em Roraima. Em 31 de maio, o caso foi enviado ao procurador-geral da República, Rodrigo Janot, que abriu um procedimento preliminar interno.

Ele nega que tenha agredido Maria Aparecida Nery de Melo e mantido relacionamento amoroso com ela.

"Não teve negócio de agressão, não existe isso, em nenhum momento, até porque não tenho nada com ela. [Não agredi] nem ela nem mulher nenhuma. Fui criado pela minha mãe. Agora, macho, não. Macho vou pra porrada mesmo. Desafio [provar], 58 anos e nunca houve [agressão a mulher]. Desafio. Inventaram essa onda toda, essa conversa", afirmou o senador.

O senador de Roraima afirmou ainda que Maria é "uma velha conhecida". Questionado se a jovem havia trabalhado para ele, Telmário disse que não de forma "direta". "Ela trabalhava. Era militante do PDT. Mas não trabalhava direto para mim, não. Militava, com os jovens lá."

O parlamentar ainda considera que seus "adversários" teriam tentado "usar" Maria. "Não tem nada, absolutamente nada contra mim em lugar nenhum", disse.
Com Informação da Folha de São Paulo

“O Blefe Do ‘Bem-Estar’ Ocidental”.


Nas Notícias (stoletie.ru): “A frase ‘crescimento econômico’ – uma das mais comumente usadas ​​no léxico dos economistas liberais. Ao mesmo tempo, ela é habilmente usada por políticos e estadistas do Ocidente para repartir ao preto e branco e vice-versa. O termo ‘crescimento econômico’, bem como as estatísticas usadas para medi-lo, a muito tempo tem sido o meio para manipular a consciência pública. E também o meio de cobrir as políticas destrutivas e até mesmo suicidas do ‘bilhão dourado’ na economia. …

“Você pode confiar em indicadores do produto interno bruto (PIB) e outros indicadores semelhantes, medir o crescimento econômico? - Definitivamente não. Em primeiro lugar, há a prática difundida de manipular e fraudar estatísticas. Particularmente bem-sucedido nesse serviço estatístico estão os EUA. … Em segundo lugar, a alteração do método de cálculo do PIB, como um ‘produto’, inclui todos os tipos de ‘serviços’ duvidosas. Como resultado, a estrutura do PIB dos Estados Unidos, a economia real (indústria, agricultura, construção) responderam por um pouco mais de 1/5; o resto: serviços. Sim, existe, é claro, serviços vitais, por exemplo, transportes e comunicações. Mas, pelo menos metade do PIB total dos EUA, de acordo com nossas estimativas, é ‘ar’.

“Com o ‘ar’ e todos os tipos de adições, os serviços de estatística nos EUA e outros países do ‘bilhão dourado’ conseguem ‘pintar’ ‘dinâmicas positivas’ de suas economias….

“Qualquer um, mesmo um economista principiante, sabe que empresas, corporações, outras entidades empresariais têm ativos e passivos. Ativos – propriedade e vários requisitos (por exemplo, requisitos de empréstimos, bens entregues, etc.). Passivo – acima de tudo, as várias obrigações (por exemplo, as obrigações de serviço e reembolso de empréstimos, o pagamento das mercadorias, etc.). Mesmo aqueles que estão longe da economia e contabilidade estão bem cientes de que se os compromissos (em outras palavras, as dívidas) começam a superam os ativos, uma empresa enfrenta falência.

“Surpreendentemente, em relação aos países, uma abordagem tão simples e intuitiva da avaliação da sua situação econômica é raramente usada. Especialmente os chamados países ‘economicamente desenvolvidos’. Nesse meio tempo, ou eles já estão falidos ou estão em vias de falência. Mas muito poucos percebem isso. O problema é muito simples: aumentos da dívida dos países ‘economicamente desenvolvidos’ têm ao longo dos anos excedido o seu crescimento do PIB. Em outras palavras, o aumento nos negócios da dívida em uma entidade chamada ‘país economicamente desenvolvido’ excede em muito o crescimento de seus ativos. A frase ‘crescimento econômico’ em relação a esses países parece mais do que estranho. Esse ‘crescimento econômico’ é com um sinal de ‘menos’.

“Agora dados específicos. Eu os pedi emprestado do famoso economista, empresário e político finlandês, Hellevig Jon (Jon Hellevig). Ele é um dos poucos economistas estrangeiros que expõe a falsificação da economia e estatística ocidental e mostra que os países dos EUA, da UE e de outros países do ‘bilhão dourado’ – estão completamente falidos. A imagem mais generalizada da economia ocidental até 2013. Hellevig dá em sua obra ‘Estudo Do Awara Group Sobre O Crescimento Real Da Dívida Líquida Do PIB’. Ele contém cálculos de PIB real, ajustado pelas variações de débito. ’O ajuste é muito simples: a medida oficial do crescimento real anual (ou seja, alterações de preços ajustados à inflação) do PIB é subtraída do crescimento da dívida do país para o mesmo ano. Esse será o crescimento do PIB ‘mais real’. No entanto, logo ele vai ser um ‘muito real’, ou o atual declínio do PIB. …

“Em todos os países ocidentais, o aumento anual da dívida nacional é várias vezes maior do que as taxas de crescimento anual do PIB. Hellevig dá os seguintes valores para o período 2004-2013. O aumento da dívida nacional dos EUA para a década foi de 9,8 trilhões. USD, e crescimento do PIB: … cerca de 2 trilhões de dólares, assim excedendo o crescimento da dívida sobre o crescimento no PIB dos EUA cinco vezes. …

“A julgar pelos números, que são listados na obra de Hellevig, países como Dinamarca, Reino Unido, Suécia, Espanha e vários outros países, têm estado, na verdade, em falência. E países como os EUA, França e Itália, já estão perto dela.

“A sua falência e a existência parasitária devido ao alinhamento contínuo da pirâmide da dívida dos países do ‘bilhão dourado’ são folhas de figo usadas para cobrir as estatísticas oficiais do PIB. …

“A ilusão de ‘bem-estar’ e um ‘nível elevado’ de desenvolvimento econômico nos países do ‘bilhão dourado’, são apoiados não só por uma estatística astuta. O meio principal – é o empréstimo enorme, e em constante crescimento, do resto do mundo.

“Realizar esse empréstimo deve-se ao fato de que os países ocidentais têm a ‘imprensa’, criando quantias astronômicas de dinheiro. Convergindo com isso, o dinheiro ‘imprimido’ é utilizado não só e nem tanto para uma operação dentro dos países do ‘bilhão dourado’, mas para a aquisição de bens e serviços em todo o mundo. Ultimamente, o dinheiro se acumulou nas reservas internacionais dos países da periferia capitalista mundial. As notas promissórias sem data e quase não decorrentes de juros do Ocidente não serão pagas. …

“Em conclusão, podemos citar algumas estatísticas, revelando os segredos da ‘prosperidade econômica’ dos países do ‘bilhão dourado’.

“A Agência Central de Inteligência dos Estados Unidos mantém regularmente registros da dívida externa de quase todos os países do mundo (cerca de 200 países são levados em conta).

“Segundo os últimos dados da CIA, em 2012 a dívida externa do mundo era igual a US $ 70,60 trilhões. (Mais ou menos comparáveis ​​ao tamanho do PIB global).

“Os países na primeira linha da tabela da CIA: EUA – US $ 18,85 trilhões; União Europeia – 17,95; Japão – 3,02; Suíça – 1,54; Austrália – 1,48; Canadá – 1,33. A dívida externa total desses países do ‘bilhão dourado’ era de 44,17. Isso é 62,6% da dívida mundo. …

“Tem-se o seguinte quadro: quanto maior o nível de dívida externa do país, menores são as suas reservas cambiais. E vice-versa: quanto maior as reservas de câmbio, menor o nível da dívida externa. Tudo isso reflete claramente a natureza parasitária dos países que usamos para referir à categoria de ‘países economicamente desenvolvidos’”.

Tudo está dependendo de uma futura guerra mundial que irá ‘apagar’ tudo ou o reconhecimento da necessidade de uma verdadeira reconstrução do indivíduo e da sociedade, e não a economia.

http://laitman.com.br/2016/07/o-blefe-do-%E2%80%98bem-estar%E2%80%99-ocidental/

Terroristas islâmicos matam padre de 86 anos em igreja na Normandia, na França.


Um padre morreu ao ser degolado nesta terça-feira, na tomada de reféns em uma igreja de Saint-Étienne-du-Rouvray, na região da Normandia. Dois homens armados com facas, que acabaram mortos pela polícia, sequestraram o padre, junto com duas freiras e dois fiéis na igreja, pouco antes das 11 horas da manhã (6h no horário de Brasília). O arcebispo da cidade que fica a 125 quilômetros de Paris, Dominique Lebrun, indicou que a vítima se chamava Jacques Hamel e tinha 86 anos. Segundo fontes policiais, além do padre assassinado, um dos reféns está “entre e a vida e a morte”.

O presidente socialista inútil, incompetente, François Hollande, afirmou logo após o incidente que os dois sequestradores “alegaram ter ligação com o Estado Islâmico”. Em seguida, a agência Amaq, órgão de propaganda dos terroristas, confirmou que o ataque foi executado por “dois de seus soldados”. “Os autores responderam aos chamados para atacar os países da coalizão internacional que luta contra o EI”, divulgou o grupo.

A seção antiterrorismo da Procuradoria da França já assumiu a investigação, segundo informou o Ministério do Interior, e prendeu uma pessoa relacionada ao caso. Falando do local do ataque, Hollande também comentou que o grupo extremista “declarou guerra” contra a França e que é preciso que o país “comande essa batalha”. Já o primeiro-ministro, Manuel Valls, disse que os franceses “permanecerão unidos” diante deste “ataque bárbaro”.

A França, que foi alvo de três ataques de grande porte nos últimos 18 meses – 17 mortos em janeiro de 2015, 130 mortos em 13 de novembro daquele ano e mais 84 mortos no dia 14 de julho de 2016 – vive afundada no medo de novos atentados terroristas. Depois do ataque em Nice, o governo estendeu por seis meses o estado de emergência, em vigor desde o episódio do final de 2015.


O padre degolado hoje por terroristas chamava-se Père Jacques Hamel. Ele nasceu em 1930, em Darnétal, e há mais de cinco décadas era sacerdote na igreja de Saint-Etienne-du-Rouvray, onde foi brutalmente assassinado. Conhecido pelos fiéis como "Pai Hamel", o religioso poderia ter se aposentado aos 75 anos, mas dizia se sentir forte para continuar trabalhando.

Ônibus da Quadrilha Junina 'Matutos do Rei' é assaltado, próximo a cidade de Barra do Corda -MA

Quadrilha Junina de Açailândia que vai representar o Maranhão em Recife no Globo Nordeste é vítima de uma quadrilha do mal.

Todos os integrantes da quadrilha junina que estavam no ônibus passam bem

Por volta das 3h da madrugada deste sábado (25), pouco antes da cidade de Barra do Corda/MA, um dos ônibus que transportam os integrantes do grupo junino Açailandense Matutos do Rei, foi assaltado. Segundo informações de um dos membros, Vertin Barros, 5 meliantes entraram no veículo e roubaram dinheiro e objetos pessoais, como bolsas, celulares e jóias.

“Assaltaram nosso ônibus. Graças a Deus nada demais aconteceu. Levaram bolsas, roupas, dinheiro e documentos”,afirmou Vertin em uma mensagem de WhatsApp enviada as 03h28 desta madrugada de sábado (25).

As primeiras informações dão conta que os bandidos entraram no primeiro ônibus, que vinha à frente dos outros dois, roubaram os componentes e ainda tentaram parar e assaltar o ônibus de trás, o que não foi possível, pois o motorista do veículo acelerou e não deu chances aos bandidos.

Em nota, a diretoria do grupo informou:“A Junina Matutos do Rei está em viagem para a cidade de Goiana – PE e na madrugada de ontem um dos ônibus foi vítima de assalto. Apensar de alguns pertencer roubados, todos passam bem. Aos amigos, familiares, admiradores e fãs da nossa junina, que se tranquilizem, estamos bem e confiantes na nossa apresentação. Rezem por nós! Abraços”.

A Matutos do Rei deixou Açailândia na noite de ontem (24), as 21h30. Ao todo, cerca de 140 pessoas – 128 brincantes e os outros membros da diretoria – saíram em comboio em três ônibus rumo à cidade Pernambucana de Goiana, onde representarão o Maranhão na Globo Nordeste de Juninas, após a conquista do ‘Arraial da Mira’ pela quarta oportunidade.

Por Izaias Cézar/JM
Edição André Gomes 

Jovem é assassinado a tiros na manhã deste sábado, próximo da Pizzaria da Mama em Imperatriz


Jovem é morto a tiros nas proximidades da Pizzaria da Mama em Imperatriz

No início da manhã deste sábado (25), o adolescente identificado como Luís Henrique de Moura Cunha, foi morto a tiros. 


O crime aconteceu na rua Amazonas nas proximidades da Pizzaria da Mama, no bairro Nova Imperatriz.

De acordo com informações Luis Henrique era usuário de drogas. O corpo foi removido para o IML de Imperatriz. 

Mais de 1 milhão no Reino Unido pedem novo referendo sobre UE


Site da Câmara dos Comuns caiu devido ao alto nº de adesões. Parlamento britânico considera debater pedido.
Agencia EFE
Do G1, em São Paulo
Foto compartilhada no Twitter mostra manifestantes diante do Parlamento (Foto: Reprodução/Twitter/Alex Rawlings)Foto compartilhada no Twitter mostra manifestantes diante do Parlamento na sexta-feira após a divulgação do resultado do referendo (Foto: Reprodução/Twitter/Alex Rawlings)
Uma petição pública no Parlamento britânico para que oReino Unido realize outro referendo sobre a permanência na União Europeia (UE) superou neste sábado (25) 1,1 milhão de assinaturas. Na sexta-feira (24), foi divulgado o resultado do referendo em que 51,9% dos eleitores britânicos optaram por deixar associação com os países europeus.

A solicitação fez com que o site da Câmara dos Comuns entrasse em colapso na sexta devido ao alto número de pessoas que entraram para aderir à proposta, segundo a Efe.

O texto, impulsionado por um cidadão identificado como William Oliver Healey, pede aos deputados a "implementação de uma norma pela qual se o voto para sair ou ficar (na UE) for inferior a 60%, com uma participação inferior de 75%, deveria ser convocado outro referendo.

Através de uma mensagem em seu site oficial, o parlamento afirmou que considerará este pedido para debate, o que se compromete a fazer com todas as iniciativas cidadãs que reúnam mais de 100 mil assinaturas. Uma comissão vai se reunir na próxima terça (28), quando poderá decidir se aprova a realização de um debate sobre o assunto.

Oficialmente, o referendo não é "vinculante", ou seja, ele não torna obrigatória a decisão de sair do bloco europeu. Mas o futuro primeiro-ministro britânico dificilmente será capaz de contrariar a decisão da população. Parlamentares também podem bloquear a saída do Reino Unido, mas analistas consideram que isso seria suicídio político.
Enquanto a direita britânica diz não ter pressa para formalizar o pedido de separação, os países da União Europeia fazem forte pressão para que o Reino Unido formalize a sua saída o mais rapidamente possível.
A saída do Reino Unido não será um divórcio amistoso, advertiu o presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, que pede a Londres que apresente "imediatamente" o pedido de saída. "Não é um divórcio amistoso, mas também não era uma grande relação amorosa", declarou ao canal alemão ARD.
Processo para separação  
O processo para encerrar 40 anos de união não é automático e se anuncia um divórcio difícil, porque tem de ser negociado com os outros 27 membros do bloco. É a primeira vez que isso acontece.
A Câmara Baixa do Parlamento britânico, onde a maioria é contra a Brexit, deve pedir ao premiê para apresentar a Bruxelas a carta anunciando a saída do bloco, segundo a Deutsche Welle. Esse próximo passo ainda não tem prazo para acontecer.

O Reino Unido deve ativar, então, a Cláusula 50 do Tratado de Lisboa, que desde 2009 funciona como uma espécie de Constituição Europeia, explicou a BBC. Uma vez que esse artigo é acionado não dá para voltar atrás.
A maioria dos 650 deputados federais britânicos é favorável à permanência do Reino Unido na UE. Ao menos 450 deles, de diversos partidos, articulam o lobby na tentativa de garantir a permanência britânica no mercado europeu – proposta polêmica e que deve enfrentar forte resistência dos outros países do bloco.
A manutenção desse elo, por outro lado, forçaria o Reino Unido a manter suas fronteiras com a UE abertas para trabalhadores europeus e continuar contribuindo para o orçamento do bloco – o que desagrada os partidários da Brexit.
Divisões profundas e os insatisfeitos
O resultado do plebiscito sobre a permanência na UE evidenciou profundas divisões entre os britânicos. Em grandes cidades como Londres, Manchester, Bristol, Leicester, Leeds e Liverpool, a maioria votou por permanecer na UE, enquanto em cidades menores e zonas rurais predominou a preferência pela saída do bloco.
Na sexta-feira, londrinos fizeram um protesto contra o resultado do referendo. A maioria dos eleitores da cosmopolita capital britânica, de 8,6 milhões de habitantes, votou contra a separação. Os londrinos também lançaram uma campanha bem-humorada pela independência da capital britânica nas redes sociais, como informou a BBC.
Referendo
A apuração foi divulgada por áreas de votação e a disputa, bastante acirrada. O "sair" começou à frente e chegou a ser ultrapassado pelo desejo de continuar na UE, mas logo retomou a liderança e foi abrindo vantagem até vencer com quase 51,9% dos votos. Foram 17.410.742 votos a favor da saída e 16.141.242 votos pela permanência - mais de 1,2 milhão de votos de diferença.

Após a divulgação do resultado o primeiro-ministro britânico, David Cameron, que se opunha à separação, anunciou que deixará o cargo em outubro. "Os britânicos votaram pela saída e sua vontade deve ser respeitada", afirmou o premiê. Ele ponderou que o país precisa de uma nova liderança para levar a decisão adiante. "A negociação deve começar com um novo primeiro-ministro".