Slider

Oportunidades



Geral

Política

Economia

Polícia

Cultura

Estudante é baleado dentro de ônibus em São Luis e marginal que cometeu o crime já foi preso

O fato aconteceu no bairro da Cohab, em frente a Maternidade Marly Sarney. Um estudante foi baleado dentro de um coletivo, linha bairro do Turu ao Terminal de Integração da própria Cohab.
O ônibus estava lotado. O nome da vítima não foi revelado. O primeiro atendimento foi feito por profissionais de saúde da Maternidade. O trânsito ficou quase parado na Jerônimo de Albuquerque.
Policiais militares isolaram a área, o fato foi durante um assalto. O bandido que seria um velho conhecido, tomou o celular do estudante e ainda atirou.

O rapaz foi levado para o Hospital Socorrão II da Cidade Operária. Nenhuma pista do assaltante.
Somente no domingo(3 de maio) foram cinco assaltos a ônibus na capital nos bairros do Tibiri, Vila Fialho, Cohab, Curva do 90 e Gapara. No feriado já tinha sido assaltado outro coletivo na área central de São Luís.
O marginal que baleou o estudante já foi preso, segundo informações preliminares o bandido é de menor idade, mas pousa para a câmara.

TAM reduz vôos no aeroporto de Imperatriz, diz vereador

Hamilton Miranda lamenta a falta de mobilização das entidades ligadas à sociedade civil

Imperatriz – A companhia aérea TAM (Transporte Aéreo Marília) começou a reduzir a quantidade de vôos no aeroporto Renato Cortez Moreira, em Imperatriz, no sudoeste do Maranhão. A observação é do ex-presidente da Câmara de Vereadores, Hamilton Miranda de Andrade (PSD).

Ele analisa que, gradualmente, a empresa tem massacrado à população ao diminuir os vôos e elevar o preço das passagens, principalmente no trecho de Imperatriz a São Luís. “Ela (TAM) retirou os vôos da noite na linha Imperatriz-São Luís, depois suspendeu os vôos no sábado e, agora, decidiu retirar os vôos de quinta e sexta-feira”, reclama.

Miranda lamentou a inércia das entidades ligadas à sociedade civil, bem como da classe política que representa o povo maranhense em Brasília. “Se o cidadão precisar comprar uma passagem com até oito dias de antecedência não pagará menos de R$ 1.500.00. E o pior de tudo isso é que não está tendo vagas”, asseverou.

O ex-presidente propôs a realização de audiência pública, inclusive com a participação dos segmentos da sociedade civil organizada de Imperatriz e os representantes da companhia aérea TAM. A meta é viabilizar uma alternativa para regularizar os vôos da empresa que opera no aeroporto Renato Cortez Moreira.

“A outra companhia aérea, a AZUL, também começou a retirar vôos para Belém (PA). A ideia é conversarmos com a direção dessa empresa para que transfira esses vôos para São Luís (MA)”, sugeriu ele, que avalia a grande demanda de passageiros de vários municípios da região Tocantina e do norte do Tocantins que utiliza esses vôos no aeroporto de Imperatriz para conexão em diversos outros aeroportos do país.

Hamilton Miranda reclamou do preço abusivo praticado pela companhia aérea TAM, no trecho de Imperatriz a São Luís. “É um absurdo! O povo de Imperatriz não pode pagar esse preço exagerado”, concluiu.


Edição André Gomes 
Gil Carvalho

Foto: Fábio Barbosa

Governo abre 200 vagas para oito cursos gratuitos no Estaleiro-escola


O governo do Estado, por meio do Centro de Vocações Tecnológicas do Estaleiro-Escola, abriu 200 vagas para oito cursos de capacitação em diversas áreas. Marcenaria, construção de embarcações artesanais, velejador, veleria, música, desenho livre, receptivo para o turismo e educação ambiental, cada um com 25 vagas.

Vinculado à Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti), o Centro de Vocações Tecnológicas do Estaleiro-Escola abre oportunidades para a capacitação dos jovens maranhenses. A medida é parte da política do governo Flávio Dino no sentido de garantir oportunidade e capacitação aos jovens do estado.

De acordo com o secretário de Ciência, Tecnologia e Inovação, Bira do Pindaré, esta é uma ótima oportunidade que os jovens têm de se capacitar e aprender um ofício. “O governador Flávio Dino veio com o propósito de fazer mudança no nosso estado e essas mudanças significam necessariamente transformar a realidade educacional, por essa razão, acertamos mais uma vez, não somente investindo na educação pública de qualidade e mas, principalmente, garantindo oportunidade aos nossos jovens”, pontuou Bira do Pindaré.

Para fazer a inscrição, basta ir até a sede do Estaleiro-escola na Rua da Mangueira, S/N, Sítio Tamancão, Alto Esperança, em São Luís, com cópia do RG, CPF, Comprovante de residência, além de uma foto 3x4. Os cursos são gratuitos e tem duração de três meses, a aula inaugural está marcada para o dia 11 de maio de 2015. Todas as aulas serão ministradas no próprio estaleiro, por profissionais e educadores capacitados.

Jovens Aprendizes

Além de abrir 200 vagas no Estaleiro-escola, o governo Flávio Dino já anunciou uma série de medidas para beneficiar os jovens maranhenses. Entre essas medidas, a abertura de mil vagas para jovens aprendizes nas empresas e demais autarquias do governo do Estado. O anúncio foi feito durante o Fórum Estadual de Aprendizagem Profissional e Inclusão de Adolescentes e Jovens no Mercado de Trabalho do Maranhão, na última terça-feira (28).

De acordo com o governador Flávio Dino, as vagas serão disponibilizadas em estruturas como a Empresa Maranhense de Administração Portuária (Emap) e a Companhia de Água e Esgoto do Maranhão (Caema). “O Governo do Estado tem que dar o exemplo para incentivarmos as empresas do Maranhão a aderirem ao Programa Jovem Aprendiz”, declarou o governador Flávio Dino.

A meta do governo é que, ainda neste ano, 5 mil jovens sejam incluídos no programa e comecem a trabalhar. No acumulado dos quatro anos de gestão, a expectativa é que 17 mil jovens aprendizes estejam no mercado de trabalho em todo o estado.

Câmara Municipal de Caxias é denunciada ao STF por procurador-geral da República

Para Rodrigo Janot, lei municipal fere competência da União para legislar sobre sistema de consórcios e sorteios.

CAXIAS - A lei do Município de Caxias (MA) que criou uma loteria local com o objetivo de angariar recursos financeiros para a assistência social está sendo questionada pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, em Arguição de Descumprimento de Preceito Fundamental (ADPF 337), com pedido de liminar, no Supremo Tribunal Federal (STF). Janot afirma que a Lei municipal 1.566/2005 usurpa a competência privativa da União para legislar sobre sistemas de consórcios e sorteios, nos termos do que dispõe o artigo 22, inciso XX, da Constituição Federal, caracterizando “patente descumprimento do pacto federativo”.

A lei prevê que a execução do serviço municipal de concurso de prognóstico numérico de múltiplas chances será explorado pelo próprio município, através da Secretaria Municipal de Solidariedade e Desenvolvimento Social, podendo também ser delegado a entidade privada por meio de licitação. Para Janot, “ao se imiscuir em matéria reservada ao ente federal, o município de Caxias invadiu o espaço da reserva legal (artigo 5º, II, da Constituição da República) e subverteu o sistema de distribuição de competências consagrado pelo constituinte”.

O procurador-geral acrescenta que o Decreto-Lei n° 204, de 27 de fevereiro de 1967, define a atividade de loteria como serviço público a ser exercido exclusivamente pela União. “Com efeito, o Decreto-Lei 204/67 criou o ‘monopólio’ da União sobre o serviço público de loteria, destituindo os demais entes políticos de explorar esse tipo de atividade. Cabe ressaltar, ainda, que o artigo 32 deste decreto-lei veda ‘a criação de novas loterias estaduais’, o que corrobora o argumento de que os demais entes políticos não possuem competência para criar e manter a atividade prevista na lei municipal”, finalizou.

O procurador pede liminar para suspender os efeitos da lei municipal até o julgamento do mérito da ADPF, quando pede que a norma seja declarada inconstitucional. O relator da ADPF é o ministro Marco Aurélio.

Presidente da Câmara de vereadores de Santa Luzia é executado

Cícero Ferreira da Silva, do (PCdoB), foi morto a tiros na porta de casa.

Crime ocorreu por volta das 16h deste domingo no povoado Faisa, no MA.

O presidente da Câmara Municipal de Santa Luzia, Cicero Ferreira da Silva, do (PCdoB), foi assassinado na tarde deste domingo (3), na porta de casa, localizado no povoado Faisa, que faz fronteira com o município de Buriticupu, no Maranhão.

De acordo com o titular da Delegacia Regional de Santa Inês, Walter Costa, o vereador estava em casa quando foi surpreendido por dois homens em uma moto. O homem que estava na garupa da moto sacou a arma e atirou cinco vezes. Os dois suspeitos fugiram logo em seguida.

“Não sabemos de muita coisa ainda. Recebemos a informação do delegado Clarismar que de imediato foi ao povoado que é bem distante da cidade. Ele (vereador) ainda foi socorrido pelas informações preliminares levantadas até agora, mas morreu”, afirmou.

Cícero ainda foi levado para um hospital do município de Buriticupu, localizado a 120 quilômetros da sede de Santa Luzia, mas chegou sem vida ao local. A polícia ainda não confirmou os motivos para o crime, nem se a vítima estava sendo ameaçada.

O vereador estava no segundo mandato como vereador e ocupava o cargo de presidente da Câmara. Equipes da Polícia Civil e Militar foram enviadas a região para iniciar as buscas pelos assassinos e a investigação do crime.

Fonte:G1



Presidente José Carlos defende regulamentação do táxi-lotação


O presidente da Câmara Municipal José Carlos Soares (PTB) mobiliza colegas com vistas à criação de licenças para táxi-lotação em Imperatriz. Ele entende que a regulamentação do serviço não prejudicará os táxis convencionais, nem o transporte coletivo operado por empresas de ônibus. 

O dirigente do Poder Legislativo explica que a ideia é criar um corredor, sem coincidir com as linhas regulares dos ônibus no qual os táxis poderiam circular. "Não haverá prejuízo para os coletivos, pois ao mesmo tempo, dará uma oportunidade a muitos profissionais que, apesar de atuarem na clandestinidade, sustentam suas famílias transportando passageiros com o serviço informal".

José Carlos cogita a criação de 50 a 100 vagas de táxi-lotação. Esses alvarás, segundo ele, seriam sorteados pela Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes (Setran) entre taxistas que atuam como lotação. A frota de táxi-lotação seria padronizada para facilitar sua identificação.

A ideia de instituir o serviço de lotação ganhou força com o desdobramento da crise do transporte público em Imperatriz. Alegando prejuízos, a VBL, concessionária ameaça abandonar o serviço, caso o município não impeça vans, táxis-lotação e mototáxis clandestinos de concorrerem deslealmente no transporte de passageiros. O prefeito Sebastião Madeira (PSDB) promete endurecer a fiscalização para impedir o transporte informal. Por sua vez, o presidente da Câmara Municipal quer dar oportunidade à parte dos clandestinos para se regularizarem.


Kelly Queiroz
Foto: Divulgação

VEREADOR DO PCdoB DE IMPERATRIZ CHAMA BLOGUEIROS DE FACÍNORAS, IRRESPONSÁVEL, E SEM VERGONHA


O Vereador Carlos Hermes do PCdoB de Imperatriz foi infeliz ao defender o que não sabe e chamar os blogueiros de (FACÍNORA), "criminosos em auto grau", e irresponsável e sem vergonha. 

O vereador em momento algum procurou o autor da denuncia o jornalista André Gomes para se certificar do verdadeiro fato "CRIMINOSO É O VEREADOR CARLOS HERMES POR DEFENDER O INDEFENSÁVEL E IRRESPONSÁVEL POR ACOBERTAR DESVIO DE CONDUTA, SUPER SALÁRIO,PRONTUÁRIOS JOGADOS NO CHÃO, ALIMENTAÇÃO INADEQUADA PARA OS PACIENTES DA UPA, E PESSOAS AMONTOADAS NOS CORREDORES DO HOSPITAL REGIONAL. 

Essas foram as nossas denuncias que serviu de alerta para o governo de Flávio Dino, quanto às palavras chulas defendidas por alguns vereadores não partiu de nossa matéria que foi pautada em uma investigação jornalística. 

o vereador Carlos Hermes é tão desinformado que afirmou em seu discurso que a situação já foi resolvida no governo. Sim no governo eu não digo nada, mas na Justiça agora que vai começar, Vereador Carlos Hermes quero lhe informar que a nossa matéria serviu para provocar o ministério público que vai apurar as denuncias, são vários crimes, Sonegação de imposto de renda por ter uma gratificação três vezes maior que o salário, “super salário" malversação do dinheiro público, e as demais citadas na matéria.

Quanto ao vereador Marco Aurélio do PT é de dar dó, ficar calado seria o ideal para o vereador que tem servido de chacota ao distribuir bandecos na porta do restaurante popular que vai ser inaugurado hoje (30/04) pelo prefeito Madeira, as obras tiveram atrasos por este motivo o vereador criou uma bandeira para a próxima eleição. Já pensou vereador se o povo brasileiro fosse fazer cabana nas obras inacabadas do governo do PT, por exemplo, a refinaria Premium I em Bacabeira- MA, a refinaria Abreu e Lima em Pernambuco, a vereador se for citar as obras inacabadas e que foi comprovado desvios de dinheiro público pelo seu partido o nosso texto ficaria muito longo. 

Eu tenho o direito como cidadão, e jornalista, de fazer as denuncias para que as providências sejam tomadas, e de boca cheia digo no governo do PT tem muitos ladrões, que vão inviabilizar a reeleição dos políticos do PT essa e a leitura que o povo faz.


André Gomes