Slider

Oportunidades



Geral

Política

Economia

Polícia

Cultura

Preso é encontrado enforcado em Pedrinhas

Será instaurado inquérito para apurar as circunstâncias da morte.

SÃO LUÍS - O preso identificado como Welisson Queiroz da Silva foi encontrado enforcado na manhã desta quarta-feira (22), na cela 7, do Bloco D, da Casa de Detenção (Cadet) do Complexo Penitenciário de Pedrinhas, na capital maranhense.

Segundo informações da Secretaria de Justiça e Administração Penitenciária (Sejap), será instaurado inquérito para apurar as circunstâncias da morte de Welisson Queiroz .

Lucro da Natura sobe 16,8% no terceiro trimestre

No período, a receita consolidada avançou 5% no trimestre ano a ano.

Empresa destacou a competitividade do mercado brasileiro.

A empresa de cosméticos Natura viu o lucro do terceiro trimestre subir com ajuda de efeito não caixa na linha de resultados financeiros, em um período ainda marcado por vendas fracas no Brasil.

Entre julho e setembro, o lucro líquido avançou 16,8% ante igual etapa de 2013, a R$ 214,6 milhões, com o impacto positivo da marcação a mercado em derivativos atrelados à dívida em moeda estrangeira.

Eliminados os efeitos não caixa de marcação a mercado, o lucro líquido teria apresentado retração de 3% frente ao mesmo período de 2013, disse a Natura.

No período, a receita consolidada avançou 5% no trimestre ano a ano, encerrando setembro em R$ 1,9 bilhão. No Brasil, o indicador aumentou 2,7%, para 1,5 bilhão, enquanto as receitas internacionais avançaram 16,2%, para R$ 360,5 milhões.

A companhia reconheceu a competitividade do mercado brasileiro de higiene pessoal, perfumaria e cosméticos, pontuando que suas últimas iniciativas "permitiram uma leve recuperação do crescimento de receita, mas ainda abaixo dos níveis desejados", disse em seu relatório de resultados divulgado nesta quarta-feira (22).

Para os próximos meses, a Natura afirmou acreditar que estas iniciativas, que incluem o lançamento de novos produtos, "alavancadas pelos investimentos em marketing, serão relevantes para a recuperação das taxas de crescimento".

Entre julho e setembro, o Ebitda (sigla em inglês para lucro antes dos juros, impostos, depreciação e amortização) somou R$ 427,1 milhões, subindo 7,2% sobre um ano antes.

Adolescente de 17 anos mata comerciante após assalto em Timon

Segundo filho da vítima, menor roubou R$ 2 mil, mas queria mais.

Vítima chegou a lutar com menor, que atirou no peito do comerciante.

Um adolescente de 17 anos matou o comerciante Rosivaldo Duarte Monteiro, 49, após invadir a casa da família e roubar R$ 2 mil nesta quarta-feira (22), em Timon, a 450 km de São Luís, no leste do Maranhão.

De acordo com o filho da vítima Francisco Lima, o rapaz achou pouco e queria roubar mais. "Nós nos atracamos com ele, eu e o pai, aí ficou o bolo, com revólver pra cima, pra baixo. Ele conseguiu pegar o revólver de novo e aí atirou bem no peito do pai. Aí nós conseguimos tomar a arma dele. Eu fiquei apontando a arma pra ele e o pai correu pra pedir ajuda. Na hora que o pai vai saindo, o Gilvan, que é policial, veio com a pistola e algemou ele e tudo", contou.

O filho relatou o momento em que percebeu que o pai estava falecendo. "Agonizando, o pulso tava franquinho, aí eu disse 'o pai morreu, o tiro foi bem no coração'. Fiquei pedindo perdão a ele. Ele ainda me salvou, que ele ficou lutando mesmo baleado. Se ele tivesse desistido, né? Porque eu não aguentava mais, eu tava cansado", disse, aos prantos.

Rosivaldo Duarte Monteiro era casado e tinha três filhos. Segundo delegado George Santana, o menor está apreendido e a suspeita é de ele tenha matado outro homem há um ano. "Ele está à disposição da Justiça, foi ouvido pelo Ministério Público que, juntamente com o Poder Judiciário, deve tomar as medidas de acordo com o Estatuto da Criança e do Adolescente", relatou.

Fonte: G1-MA/Imirante

Vereadores de Oposição de Imperatriz são contraditórios

Não da para entender os vereadores de oposição da câmara municipal de Imperatriz, eles lutaram para que fosse instalado uma CPI "comissão parlamentar de inquérito" com a finalidade de investigar a falta de investimentos por parte da CAEMA no município de Imperatriz, a CPI foi julgada improcedente e arquivada.

Os vereadores Rildo Amaral-SDD, Marco Aurélio-PC do B, Carlos Hermes-PC do B, e Aurélio Gomes-PT, não satisfeitos com o arquivamento da CPI entraram com um pedido para que o município quebrasse o contrato com a CAEMA, o executivo prontamente respeitou o pedido dos vereadores, e vendo que a CAEMA  não está prestando um trabalho de  abastecimento de água e  tratamento de esgotamento sanitário que tem uma demanda reprimida, elaborou um projeto de quebra de contrato com a CAEMA, que foi colocado nessa quarta-feira(22), "pasmem" os vereadores de oposição foram contra a quebra do contrato com a CAEMA, alegando que o município iria privatizar os serviços hoje feito pela CAEMA. 

Falta de conhecimento, não precisa ser vereador para conhecer a estrutura da CAEMA e a logística de trabalho, só para esclarecer aos parlamenta a CAEMA  terceiriza todos os serviços, perfuração de poços, ampliação de rede de água, ampliação de rede de esgotamento sanitário, manutenção dos motor bomba, entrega de contas, o que a CAEMA  faz e o gerenciamento e acompanhamento dos serviços.

Em uma quebra de contrato o município seria obrigado a fazer a terceirização cabendo ao município gerenciar e fiscalizar os serviços, assim com é feito com o fornecimento de energia, logicamente que a logística dos serviços da nova empresa de abastecimento de água seria mais complexo.

Por André Gomes

Projeto de Lei do Executivo que pede quebra de contrato da Caema vai ser arquivado pelos vereadores

A decisão foi tomada em audiência pública realizada pela Câmara Municipal, com significativa participação popular

Imperatriz - A audiência pública desta quarta-feira (22), realizada na Câmara Municipal discutiu o projeto de Lei Ordinária nº 11/1014, de autoria do poder executivo, que se encontra em tramitação. O projeto de Lei autoriza o município a quebrar a concessão da empresa Caema, que presta serviços de abastecimento de água e esgotamento sanitário, e consequentemente a terceirização desses serviços prestados. 


A realização da audiência foi uma iniciativa do vereador Carlos Hermes Ferreira da Cruz (PC do B) envolvendo diretamente duas Comissões Permanentes da Câmara Municipal de Imperatriz: Obras e serviços públicos e de Planejamento, uso, ocupação do solo e meio ambiente.

Hermes abriu a reunião defendendo a importância da participação popular na discussão, por entender que o assunto é de interesse de toda a sociedade. 

“É um projeto que propõe a quebra do contrato com a Caema e assim municipalizar o sistema de água e esgotos e terceirizá-la, o que é de forma quase direta, a privatização dos serviços. Não se pode colocar um bem básico de sobrevivência humana sob a tutela do setor privado, cuja essência é a busca exarcebada pelo lucro”.

O Procurador Geral do Município Gilson Ramalho explicou o projeto de Lei do executivo, afirmando que o objetivo não é a privatização. “O poder público entendeu que poderia abrir essa discussão devido aos serviços prestados, que não estão a contento. A Caema não está conseguindo cumprir suas obrigações de fornecimento de água e tratamento de esgoto, inclusive em relação às questões ambientais, que não estão sendo cumpridas.”

O Defensor Público Fábio Machado informou sobre o plano de saneamento básico da cidade de Imperatriz, que é uma obrigação prevista em lei.

“Existe na legislação a obrigação de que exista o plano, existe o pedido da prefeitura para o Ministério das Cidades. A questão se trata de saber aonde está esse plano municipal de saneamento básico que não foi apresentado à população de Imperatriz, não foi apresentado aos órgãos. Esse plano tem que ser colocado em discussão com a sociedade e com as instituições e o que ele traz.”

Em relação ao projeto de Lei de quebra do contrato com a Caema, o defensor afirmou que “o projeto é bastante claro, e trata praticamente de privatização. Não tem nenhum capítulo que trata da prestação do serviço pela própria prefeitura.”

Vários representantes de entidades participaram do debate, Promotorias do Meio Ambiente; do Consumidor; da prefeitura; Defensoria Pública; Sindicato dos Urbanitários, Comitê Popular de Luta pela Água, funcionários e diretoria da Caema, das universidades Estadual e Federal e a população em geral, que lotou a galeria, acompanhando a discussão até o fim, inclusive participando com perguntas.

Após a discussão, a decisão foi de arquivamento do projeto de Lei pelos vereadores.

Edição André Gomes 
Repórter: Mari Marconccine
Fotos: Fábio Barbosa/Assimp

Ministério do Trabalho e Emprego oferece 78 vagas em Imperatriz

 O Sine de Imperatriz oferece 78 vagas para diversas funções, relação de vagas baixo.
  Ministério do Trabalho e Emprego
Agência Estadual de Trabalho - SINE

Ocupação                                    Quantidade
                                                       de vagas                                                    

Ajudante de Motorista 01
Cabista 01
Caseiro 01
Chefe de Vendas 03
Empregada Doméstica 02
Gerente Agrícola 01
Meio Oficial 60
Marmorista 01
Mecânico de Automóveis e Caminhões 01
Op. Retro Escavadeira 01
Op. De Telemarketing 03
Padeiro Confeiteiro 01
Serviços Gerais 02

_________________________________________________________________
Total: 78 vagas

Projeto Arte & Cidadania nas Escolas chega ao CE Nascimento de Moraes

   Última escola a ser beneficiada com o projeto é a Frei Manoel Procópio

O Centro de Ensino Nascimento de Moraes recebe nesta quinta-feira (23), a partir das 08h00 o projeto Arte & Cidadania nas Escolas. Situada na Rua Leôncio Pires Dourado, na Praça da Bíblia, o Centro de Ensino tem como gestores, os professores Jacó Muniz, Francisca Parente e Maria Zilda, e é uma das escolas estaduais mais tradicionais de Imperatriz.


A informação foi prestada pelo poeta/cantador Zeca Tocantins, o qual, ao lado do juiz da Vara da Infância e Juventude, Delvan Tavares, coordena o projeto na área de cidadania. Sempre acompanhado dos membros do Comissariado de Justiça, o magistrado ministra palestra de ética e cidadania e motiva os alunos a não abandonarem a escola.


Zeca Tocantins coordena o momento cultural tocando, cantando e, sobretudo, motivando os alunos a produzirem arte cênica, música, poesia, pintura, fotografia, enfim, a arte nas suas mais diversas manifestações. Nas escolas da zona rural, os pais de alunos acompanham seus filhos e participam da programação ora cantando, ora declamando versos.


Mantido pela Fundação Cultural de Imperatriz – FCI, em parceria com a Vara da Infância e Juventude, há cinco anos o projeto vem visitando todas as sextas-feiras escolas públicas municipais e estaduais. Para o presidente da FCI, Antonio Mariano de Lucena Filho, o Arte & Cidadania nas Escolas tem sido muito bem recebido e cumprindo seu papel social.


O juiz Delvan Tavares endossa as palavras de Lucena Filho, ao observar que o projeto não tem compromisso apenas com a arte, a cultura, a educação, enfim. “O projeto tem prestado um relevante papel social, quando levamos às escolas palestras de cidadania e, sobretudo, de motivação no sentido de que os alunos se aprofundem nos estudos”.


O coordenador geral do projeto Zeca Tocantins lembra que mesmo antes de encerrar a programação deste ano, os gestores escolares estão sendo convidados a comparecerem à sede da Fundação Cultural com o objetivo de realizar seu agendamento para o próximo ano. “Aproveito a oportunidade de agradecer escritores e artistas que integram o projeto”, conclui Zeca Tocantins.


Zeca informou, ainda, que a programação do CE Nascimento de Moraes foi antecipada pára quinta-feira (23), porque o prédio da escola é cedido à Justiça Eleitoral em função das eleições presidenciais que acontecem na próxima sexta-feira (26). 


Edição André Gomes 
(Domingos Cezar/ASCOM)